LuMoraes

"Me encante com uma certa calma, sem pressa. Tente entender a minha alma". Pablo Neruda

Textos


(Imagem Google)



Sou...



Sou o ar, que tu respiras
Sou a brisa, que a tua pele arrepia

Sou a estrela, no teu céu a brilhar
Sou o vinho, do teu cálice, a embriagar

Sou o teu mar, que beija a areia macia
Sou  o cheiro de maresia, que te extasia

Sou a água, pura, que sacia a tua sede
Sou a paixão, insana, que te acende

Sou o manjar dos deuses e, da terra, a semente
Sou a lava quente de um vulcão incandescente

Sou o amor puro, verdadeiro e inegável
Sou  o teu melhor desejo, teu vício saudável

Sou a flor púrpura que, no jardim do Éden, colheste
Sou pecado, maçã, a Eva, à espera do teu beijo quente

 
Sou apenas uma mulher que, por amar, perdeu a razão
Sou um pingo da chuva, no imenso mar da ilusão 


 
Inspirada na poesia "Mulher"
de Isabel Morais Ribeiro Fonseca  


 
 
Obrigada pelo acesso. Deixe o seu comentário
para que eu possa retribuir o carinho da sua visita.

 
Lucia Moraës
Enviado por Lucia Moraës em 05/10/2019
Alterado em 18/10/2019
Copyright © 2019. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.


Comentários

Site do Escritor criado por Recanto das Letras